domingo, julho 09, 2006

Ressaca


É sempre assim... Basta acordar de ressaca e não preciso nem abrir a janela: vai estar nublado. Não bastassem as nuvens negras que embaçam meu juizo, não bastasse o caráter eminentemente depressivo do domingo, não bastasse o gosto de cabo de guarda-chuva na boca, o tempo ainda conspira contra mim. Decididamente, ou Eu ou o Copo. Os porres cobram um preço cada vez mais alto, em escala proporcional às garrafas enxugadas na farra. E estão ficando cada dia mais sem sentido. O "day after" pra mim é um poço negro de ansiedades que me toma uns tres dias de escalada até chegar novamente ao sol. Sério... Tenho horror ao pós-farra. Não seria o caso de me converter ao islamismo, mas, sinceramente, me afasto cada vez mais da fuzarca. Sei o que me aguarda, no juntar dos confetes. Fisicamente, fico inteirinho. Mas me bate uma melancolia, uma sensação de perda, um certo pânico que me acompanha o dia inteirinho, somente se esvaindo bem adiante. Em que pese a companhia agradabilissima dos amigos e amigas, começo a olhar com bastante simpatia às garrafas de guaraná e água mineral. Me parecem ser mais tolerantes... Não me roubariam o "dia depois".

3 comentários:

Kika disse...

Esse é a chamado...
"ressaca moral"
Também sempre passo por isso...
Rsrsrs, mas ultimamente penso tanto na farra q esqueço da ressaca rsrsrs.
Bju te adoro tah.

Anônimo disse...

Nice idea with this site its better than most of the rubbish I come across.
»

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.